A MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO
EXMO SRS DOUTORES FRANCISCO BRUNO , SÉRGIO COELHO e ROBERTO MIDOLLA
DIGNÍSSIMOS DESEMBARGADORES


Em nome da Sociedade Brasileira de Terapia Intensiva, instituição não governamental, associativa dos profissionais de emergência e UTI, venho parabenizar a decisão de levar a Juri Popular os cidadãos envolvidos na morte da menor Juliana Bonfim da Silva. É inadimissível a conduta do profissional  médico que deixou de eftuar a transfusão que a salvaria, bem como, segundo reportagem, a aceitação por parte da equipe no Pronto-Socorro. O fato em questão é GRAVÍSSIMO e culminou na morte de uma criança indefesa, que colocou sua vida nas mãos de adultos INCONSEQUENTES, de uma equipe médica despreparada do ponto vista jurídico e me faz pensar técnico. Parabéns ao Dr Francisco, Dr Sérgio e Dr Roberto. Caso se confirme o conteúdo da reportagem, não há justificativa. Que este caso gere uma profunda reflexão e apelo para que os nossos colegas não se sintam pressionados por ninguém para exercer a medicina plena, responsável, igualitária, justa e seguindo critérios da Lei e da Ética. A SOBRATI sente um profundo luto por nossa Juliana, uma brasileira vítima da ignorância e despreparo. Finalizamos manifestando que não há dúvida que em tal situação a transfusão é obrigatória do ponto vista ético e legal e que a condição de pai e mãe nem sempre garante a segurança da criança. 
Parabéns ao Ministério Público, uma das maiores Instituições da nossa Nação e que nos faz sentir orgulho em sermos brasileiros !

www.criancasegura.org
 

Obs: Manifestação Pública em nosso site.


São Paulo, 23 de novembro de 2010.

Dr Douglas Ferrari
sobrati@uol.com.br
(11) 4427 5022
Emergency Rescue World Society
Soc. Bras. Terapia Intensiva